Preço especial de lançamento!

Entre cartas, crônicas e textos jornalísticos:

O QUE FIZEMOS COM NOSSO POVO?

É preciso olhar o passado, para entender o presente e construir o futuro.

O LIVRO

SINOPSE

O livro apresenta uma análise crítica dos discursos produzidos em documentos históricos, textos oficiais e jornalísticos, desde à época do Brasil Colônia. Essa produção textual inicialmente deu origem, e, mais tarde, contribuíram para a manutenção de um discurso etnocêntrico, egocêntrico e eurocêntrico que produziu e permanece até o momento atual influenciando e mantendo um imaginário social deturpado acerca do povo indígena, visto no início de uma forma romantizada, e, posteriormente, caracterizado como selvagem, indolente e preguiçoso. 

A influência da comunicação na formação do imaginário indígena através dos tempos, constatando práticas preconceituosas, racistas, e discriminatórias. 

A construção da notícia em desconformidade com critérios técnicos e éticos, situando-se de forma tendenciosa e sensacionalista.

 
 

O AUTOR

Nankupé

Tupinambá Fulkaxó

Indígena da etnia Tupinambá e cidadão Fulkaxó da Aldeia FULKAXÓ em Pacatuba - Sergipe.

 

Jornalista, graduando em Filosofia e Mestrando em Estudos Africanos, Povos Indígenas e Culturas negras, com ênfase em Temáticas Indígenas. 

Empresário na área industrial e de serviços durante muito tempo, hoje dedica-se a pesquisa, a escrita e a militância das causas indígenas e do meio ambiente.

É um dos precursores da criação do Portal Tupinambá em Massarandupió - Entre Rios - Bahia.

Liderança na Aldeia Indígena Tekoá Portal Tupinambá.

Ativista do Greenpeace Brasil, 342 Amazonia, ISA - Instituto Socioambiental e da Anistia Internacional.

Tem como principais bandeiras de luta:

  • Decolonização;

  • Demarcação  e Autonomia JÁ!

  • Movimento de Resistência pela Existência;

  • NÀO á Evangelização e Catequização dos Povos Originários;

  • Sangue Indígena Nenhuma Gota a Mais!

 
5675D295-7555-4017-AF28-609B5C1B32E0_edi